Eventos, Notícias e Artigos...
Postagens Recentes

segunda-feira, 11 de junho de 2018

POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES PROTESTAM NA PRÓXIMA QUINTA (14)

Reunidos em Assembleia Geral na manhã desta segunda-feira (11), os policiais e bombeiros militares do RN definiram a realização de dois atos públicos: para esta quinta-feira (14) e segunda-feira (18). Em pauta estão os recentes casos de assassinato contra policiais, valorização profissional e a não efetivação do Termo de Compromisso e Acordo Extrajudicial – pactuado entre as associações representativas e o Governo do Estado, em janeiro deste ano.
Todos os policiais militares de folga e de serviço estão sendo convocados para participar de ato público marcado para ocorrer na próxima quinta-feira (14), às 9h, na esquina das avenidas Bernardo Vieira e Hermes da Fonseca. “Vamos protestar e cobrar das autoridades do Estado providências enérgicas e eficazes em relação à violência, que está penalizando a sociedade e os profissionais de Segurança Pública, bem como vamos exigir mais uma vez condições de trabalho aos militares estaduais”, informa o subtenente Eliabe Marques, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN).
Já na segunda-feira (18), haverá uma concentração em frente à Governadoria, às 9h. Desta vez, para cobrar do Executivo o cumprimento dos itens não efetivados do Termo de Compromisso firmado em janeiro deste ano. Entre as demandas em atraso está o pagamento do décimo terceiro salário; a reposição de subsídio; a majoração do vale alimentação (atualmente com valor defasado em R$ 10); renovação do fardamento (visto que a última compra foi realizada em 2015); reforma e ampliação das unidades policiais.
“As condições de trabalho continuam as piores possíveis, é urgente uma resposta. São viaturas quebradas, coletes vencidos, alojamentos insalubres. Tudo isto precisa ser resolvido porque está insustentável”, aponta o presidente da ASSPMBMRN.
Acordo
O Termo de Compromisso e Acordo Extrajudicial foi pactuado no dia 10 de janeiro deste ano, após a categoria dar início ao movimento “Segurança com Segurança”, onde policiais e bombeiros seguiram à risca a Legislação Brasileira e as normas das Corporações (Policia Militar e Corpo de Bombeiros) quanto ao uso de equipamentos e procedimentos para o trabalho.

sábado, 9 de junho de 2018

APRAM EMITE NOTA DE PESAR PELA MORTE DE MAIS UM PM E CONVOCA CATEGORIA PARA ASSEMBLEIA

Foi com pesar que a Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região recebeu a notícia do falecimento do Cabo PM Melqui Djalcy Rodrigues tinha 41 anos de idade, pertencente ao 4º Batalhão da corporação, sendo agora o 15º PM assassinado neste ano no Rio Grande do Norte. O militar foi covardemente alvejado a tiros na tarde desta sexta (08) na zona norte de Natal.

Lamentamos a morte deste honrado guerreiro ao passo que atribuímos esse número alarmante à omissão do Estado, que não tem o devido cuidado com os seus profissionais da Segurança. Enquanto Associação, convocamos todos os policiais e bombeiros militares para estarem presentes em Assembleia Geral nesta segunda-feira (11), às 10h, no Clube Tiradentes. Os principais assuntos da reunião são os recentes casos de violência contra os policiais e a valorização profissional (pauta salarial).

Assessoria de Comunicação APRAM

domingo, 27 de maio de 2018

APRAM MANIFESTA APOIO AO MOVIMENTO DOS CAMINHONEIROS


A Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região vem através deste manifesto se solidarizar e apoiar o movimento desenvolvido pelos caminhoneiros em todas as regiões do Brasil, cujo objetivo é lutar por melhores condições de trabalho e combate à política governista de constantes reajustes no preço dos combustíveis que afetam toda a população.

O uso das forças de segurança para inibir os protestos, colocando trabalhador contra trabalhador, revela a incompetência para solucionar a crise e deixar de atender as justas reivindicações dos caminhoneiros e da população que já começa a sofrer com o desabastecimento, inacessibilidade aos transportes e demais recursos necessários à vida cotidiana.  

Assessoria de Comunicação APRAM

ANASPRA MANIFESTA APOIO AOS CAMINHONEIROS

Diante da paralisação dos caminhoneiros do Brasil por melhores condições de trabalho e dignidade de rendimentos, a Associação Nacional de Entidades Representativas de Praças (Anaspra) manifesta sua solidariedade à essa categoria de trabalhadores e conclama suas associações afiliadas a se posicionarem favoravelmente ao movimento reivindicatório.

Outrossim, a direção da Anaspra repudia anúncios do Governo Federal que promete criminalizar o movimento e fazer uso das forças de segurança, estaduais e nacional, para desmobilizar os caminhoneiros e fazer arrefecer a luta. Mais uma vez, os governos querem usar os policiais militares, civis, rodoviários, entre outras forças, para resolver um problema político por um governo sem legitimidade moral para dirigir o país.

Fonte: anaspra.org.br

sábado, 26 de maio de 2018

ASSOCIAÇÕES PARTICIPAM DE MESA QUE VAI ACOMPANHAR GESTÃO DE RECURSOS FEDERAIS

O Governo do Estado instituiu por decreto a formação de uma Mesa de Acompanhamento da gestão de recursos federais transferidos pela União ao Rio Grande do Norte.

Formada no âmbito da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), a mesa vai ser integrada por onze associações de operadores da Segurança Pública, entre as quais as entidades representativas dos Praças.

Os representantes ainda vão ser indicados pelas próprias associações. A SESED vai ficar responsável por marcar reuniões da mesa, que também vai poder ser convocada por qualquer representante.

O decreto n. 27.977 foi publicado na terça-feira (22) e passa a vigorar na mesma data de sua instituição.

A formação da mesa se trata do atendimento de uma das demandas do Termo de Compromisso e Acordo Extrajudicial firmado com o Governo do Estado em janeiro.

Comunicação Associações de Praças do RN

quarta-feira, 23 de maio de 2018

AUDIÊNCIA PÚBLICA COBRA AÇÕES EFETIVAS DO ESTADO NO COMBATE AO ASSASSINATO DE POLICIAIS



Nesta terça-feira (22) a Assembleia Legislativa promoveu audiência pública para debater a situação da política de Segurança Pública do Rio Grande do Norte. Proposta pelo deputado Kelps Lima (Solidariedade), a discussão teve como principal objetivo encontrar providências práticas e efetivas de proteção à vida de policiais no Estado. O evento contou com a participação de representantes de classe e diversas autoridades do estado.

Para o Subtenente Eliabe Marques, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN, a atual situação é fruto da omissão e negligência do Governo atual e dos anteriores, que não se preocuparam com a sociedade. O Cabo Tony Fernandes, presidente da Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região, enfatizou que a classe reivindica a criação de um núcleo permanente com foco na violência que acomete os profissionais e que seja extensivo ao interior do estado.

O dirigente reforçou que as ideias geradas pela audiência precisam se transformar em ações práticas por parte dos gestores públicos. Ele defendeu a implantação de diárias no contracheque para retirar os policiais do bico e financiar condomínios residenciais com valores acessíveis para policiais que moram em áreas dominadas por facções. “É evidente a necessidade de investimento em inteligência integrando todos os órgãos de segurança pública, de forma a mapear e se antecipar ao crime”, afirmou. Por fim defendeu o Ciclo Completo de Polícia com o fim do militarismo na PM e adoção da Carreira Única.

Fórum de Segurança Pública se reúne com Secretária

Mais cedo os dirigentes das associações de praças e representantes de sindicatos estiveram na SESED quando se reuniram com a secretária Sheila Freitas para cobrar criação de uma delegacia especializada e medidas prioritárias ante crimes contra profissionais da segurança pública no Rio Grande do Norte.

Assessoria de Comunicação APRAM (Foto: ALRN)

segunda-feira, 21 de maio de 2018

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTIRÁ AÇÕES PARA EVITAR ASSASSINATOS DE POLICIAIS

Nesta terça-feira (22), às 14h30, haverá uma audiência pública na Assembleia Legislativa com o tema: “Medidas que evitem assassinatos de policiais no RN”. A propositura é de autoria do deputado estadual Kelps Lima. Convidamos todos os policiais, bombeiros, da ativa, reserva, pensionistas, e, especialmente, as famílias dos profissionais que foram vítimas. Vamos expor e debater ações para evitar a continuidade desta situação.


A violência que assola o Rio Grande do Norte tem atingido não somente a população, mas até aqueles que têm a missão de proteger. Os operadores de Segurança Pública, especialmente os policiais militares, se tornaram não apenas vítimas, mas alvo da violência. E este é um assunto urgente para ser discutido.

Comissão de Investigação

A Delegacia Geral de Polícia Civil do RN (DEGEPOL) criou uma comissão para investigar os crimes de assassinato contra policiais. A ação segue a linha de uma das reivindicações das associações de praças, que é a criação de um Núcleo Especializado para investigação desses crimes, como também a padronização do procedimento em relação aos casos de assassinato de policiais.

“A diferença é que uma comissão é temporária e o núcleo permanente. Queremos a garantia da investigação e punição dos envolvidos”, salienta o subtenente Eliabe Marques.

Fonte: ASSPMBM/RN

sábado, 19 de maio de 2018

APRAM REIVINDICA ESTRUTURA DE QUALIDADE PARA POLICIAIS QUE ATUARÃO NO MOSSORÓ CIDADE JUNINA E SÃO JOÃO DE ASSÚ



Durante esta semana o Cabo Tony Fernandes, Presidente da Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região, participou de encontros com o Major Maximiliano (comandante do 2º Batalhão) e com o Coronel Sócrates (Secretário Municipal de Segurança Pública) com os quais tratou sobre condições de trabalho dos PMs que trabalharão no Mossoró Cidade Junina.

O dirigente reivindicou alimentação de qualidade, local destinado para repouso/refeição e um plano de ação com o objetivo de dá celeridade ao pagamento das diárias operacionais. “Vamos procurar o comando geral e a secretária Sheila para pleitear que paguem as diárias do efetivo local antecipadamente, assim como ocorre com o contingente que vem da capital”, afirmou.

Tony explicou que pagar a diária antecipada gera um estímulo ao efetivo que atuará nesse evento que é a maior atração da agenda cultural de Mossoró e conhecido nacionalmente. O dirigente também reivindica a garantia da VOLUNTARIEDADE além de um reforço maior vindo da capital de modo a não sobrecarregar o efetivo do interior, tanto nas festividades de Mossoró quanto em Assú.

Assessoria de Comunicação APRAM

sexta-feira, 18 de maio de 2018

RESULTADO DA LUTA POR VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL: Promoções relativas a 21 de Abril são publicadas agraciando quase 500 militares



O Boletim Geral nº 091 da Polícia Militar do Rio Grande do Norte publicou na última quarta (16) as portarias de promoções de Cabo, 3º Sargento, 2º Sargento, 1º Sargento e Subtenente, agraciando quase 500 militares em novas graduações com data retroativa a 21 de Abril de 2018. É pertinente ressaltar que desde a sanção da Lei de Promoção de Praças mais de 6.000 promoções já foram efetivadas no Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

As referidas promoções trouxeram uma importante conquista para a categoria, sendo as primeiras a contemplar militares que respondem a procedimento judicial. Tal acontecimento só foi possível através da atuação das associações que conseguiram o encaminhamento e aprovação da Lei Complementar 618/2018, revogando o dispositivo que impedia a promoção do militar sub judice.

As demais demandas dos policiais e bombeiros militares continuam na pauta de reivindicações das associações como a majoração do vale refeição, atualização de níveis, atualização do Estatuto, criação do Código de Ética, Lei de Organização Básica e recomposição do subsídio. “A batalha por valorização é diária e cercada por dificuldades, mas não desistiremos de lutar pelo que consideramos justo e de direito dos PMs e Bombeiros”, declarou o  Cabo Tony Fernandes.

Assessoria de Comunicação APRAM (Foto: ST Alcivan Gama)

GOVERNO ATENDE FÓRUM DE SEGURANÇA E CRIA COMISSÃO PARA INVESTIGAR CRIMES CONTRA POLICIAIS


A Polícia Civil do Rio Grande do Norte resolveu criar uma comissão excepcional destinada a apurar crimes cometidos contra agentes de segurança na Grande Natal.


Trata-se de uma grande vitória do Fórum de Segurança Pública do RN (FOSEG-RN), do qual fazem parte as associações de Praças, que tem nesse projeto uma de suas principais pautas. A investigação da morte desses profissionais é medida urgentes, indispensável e inadiável.

Publicada na quarta-feira (16), a portaria que oficializa a medida designa os delegados José Albuquerque Silva, Patrícia de Melo Gama Paes e Leandro de Matos Da Silva para compor a comissão. Todos os inquéritos relacionados ao tema devem ser agora enviados para o grupo, que vai ter apoio logístico da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Consideram-se agentes de segurança membros da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar, do Instituto Técnico-Científico de Perícia – ITEP, da Polícia Civil e agentes penitenciários estaduais.
A portaria foi assinada por Adriana Shirley de Freitas Caldas, Delegada-Geral de Polícia Civil/RN.
Uma audiência foi marcada com representantes da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social para debater as demais demandas do FOSEG-RN. O Fórum pleiteia a criação não apenas de uma comissão, mas de um Núcleo Especializado na investigação de crimes contra agentes de segurança, além da implementação de um procedimento padrão a ser adotado nessas infrações penais, dentro outras solicitações.

O encontro foi reagendado para o próximo dia 22 (terça-feira), na própria sede da SESED.

As associações e dirigentes lutam para que o Núcleo Especializado a ser criado tenha sua atuação não apenas na região metropolitana, mas extensivo também ao interior do Rio Grande do Norte onde também há registros de atentados contra operadores da Segurança Pública.

Comunicação Associações de Praças-RN
Tecnologia do Blogger.